CLÁUDIO GELAPE

Clinica de cirurgia cardiovascular

Logo branca

Aprenda e se cuidar da sua saúde cardiovascular

Estudantes de medicina contam como internato em cirurgia tem sido valioso para a formação profissional e pessoal

Ser estudante de medicina é um desafio diário. A profissão exige sabedoria, humildade e lucidez constantes. Não há um dia que não exista aprendizagem e a medida que o curso avança mais chance temos de colocar todo o conhecimento em prática. Uma das matérias que sentimos isso com mais força são os internatos. Neles ganhamos mais segurança ao acompanharmos os procedimentos dos professores e conhecer um pouco mais do que será nossa rotina no futuro.

Dentre as diversas experiências que tivemos durante a graduação, o bloco cirúrgico tem ganhado destaque, especialmente a cirurgia cardíaca. O papel de observador, reservado ao acadêmico de medicina, tem sido muito mais ativo do que imaginamos. A cirurgia começa muito antes da incisão na mesa cirúrgica. Existe toda uma preparação antes com diversos profissionais atuando na assistência de cada paciente. Todos os casos são analisados e discutidos por uma equipe multidisciplinar (colocar o link do Heart team blog anterior) com objetivo de encontrar o melhor caminho, de acordo com a história clínica do paciente e considerando os recursos disponíveis do hospital.

Nosso primeiro dia como observadores no bloco cirúrgico do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais (HC-UFMG) tornou-se memorável. Pudemos observar pela primeira vez um coração vivo. Naquele momento a gente reconhece a beleza da técnica desenvolvida para reparar o coração de alguém. Um procedimento cuidadoso com intuito de melhorar a saúde e possibilitar uma qualidade de vida melhor para o paciente. Além de nos encantarmos com o procedimento, essa experiência tem sido um estímulo para reforçarmos tudo que aprendemos até agora.  

Aprendendo mais e melhor

Temos revisado os estudos em anatomia e clínica cardiológica com afinco, potencializando a capacidade de sedimentação dos conteúdos teóricos com a nossa vivência prática. Rever os estudos depois de ver ao vivo todas os detalhes do corpo humano faz com que o processo seja ainda mais valioso. E é esse nível sofisticado de aprendizado que o estágio de cirurgia cardiovascular tem nos permitido.

Além de acompanhar os procedimentos, toda semana reunimos com nossos professores e equipe, formada por residentes, enfermeiros, anestesiologistas, instrumentadores, médicos cardiologistas e demais cirurgiões cardíacos, para compartilhar o que cada um vivenciou, esclarecendo dúvidas e questões filosóficas que vão muito além das técnicas operatórias. Todo esse processo tem sido fundamental para nossa confiança e amadurecimento pessoal, nos ensinando e fortalecendo nosso compromisso com os valores e a missão da profissão que escolhemos seguir.